quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Fora do Ar


Só por perceber que não sou a mesma de alguns anos passados, preciso mudar!
Se voltar ao que era antes, sei onde vou ganhar e perder.
E eu preciso mudar.
Você me vê assim fora do ar, e não consigo sintonizar nada.
Minha "cabeça antena" só chia.
A imagem que você vê é minha. Limitada e cansativa é o que estou sendo pros olhos e ouvidos.
Mudar!!!
Emudecer as bocas malditas todas, sempre foi um ideal.
Porque antes eu era de metal, hoje só de papel.
Porque antes as coisas ficavam gravadas em mim. Hoje nem papel de jornal de data vencida.
Antes era começo, meio e fim. Agora só rascunhos.
Agora, só o apagável.
Agora, só desenho caricato.
Agora, só pozinho de borracha.
Se perguntarem por mim, vão dizer: "-Ah, ela tá...! Ah, ela...! Tá! "(...)
Se for dizer como estou, diria : "-Eu?! Ah, eu vou...! Vou...?! É! Eu! "(...)

"Já, conheço os passos dessa estrada. Sei que não vai dar em nada. "Meus" segredos sei de có."(Adaptação do Chiquim Buarque).

...


-É isso!!! Já cansei!!! Cheguei em algumas linhas daqui e até agora não mudei.
-Mas muda?!!
-Como?!
-Mais muda?
-Sei! Uma muda a mais pro meu plantio de nada...
-Não! Mais muda?! Mudar em silêncio?!
-Ahhh!!! Mas o que é mudar?!
-Eu não preciso mudar!
-Nem eu preciso ficar muda!
-Não falei emudecida, e sim mudada!
-Da tudo no mesmo!
-Hum...
-Da tudo no mesmo! Vou sair por aí louca gritando que vou mudar?!
-Iiiihhh....!!!!!

Emudecer enquanto há tempo de mudar.
Enquanto há tempo de desenhar o quadro mudo.
Enquanto há tempo de plantar a muda.
Enquanto a mudança é vulnerável.
Enquanto o rumo é esse, porque o rumo pode mudar! ¬¬³³³³³

Eu preciso de ar, dentro!

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Meio Desabafo


Que meu pulso no peito bata forte quando houver união. E quando não, que pulse forte e encoraje a dizer não!!!

Que eu esteja viva pra muitos e dê vida pra outros tantos!!!

Pra quem quiser me acompanhar, que nos faça completos!!!

Pros meus eternos amigos e pros que viram, que fiquem até quando eu servir e também pedir!!!

Que sejam vocês meus filhos e filhas e também pais dos que irei parí !!!

Dos miúdos que recebo a distância, que não venham. Os que são meus "alguma coisa", sejam presentes!!!

E que EU, possa estar cheia de soluções e saídas, para destribuir igualmente com todos!!!

...Amor, carinho, abraços e beijinhos, não cito, já são parte da amizade.

domingo, 19 de julho de 2009

Hoje, como seria?!


"...Deu-se o nome de luxúria ao que nos aconteceu.
Me pergunto se foi apenas isso.
Houve cabeça no ombro.
Houve lamentações, ligações, visitas no portão e sorrisos.
Houve também cigarros, tragos, suspiros...
No começo, a música que escolhi como trilha sonora ja falava em fim. Mas a letra pouco importava perante a melodia que você dançava.
O olhar tinha paixão. Sim, era paixão!
Cada um que falasse para os seus sobre estar apaixonado e mundo pequeno.
Hoje parece que algo restou, mas não é suficiente.
Ou é permanente e nunca sei se você também sente...
Só sei falar de antes...
Só sei do que senti e você desacreditou...
Eu poderia ter matado tudo isso agora. Esquece!... "



(Pedaço de um texto chamado -Tá tudo errado- ,não sei de quem, mas que me identifiquei bastante...)

domingo, 12 de julho de 2009

Sempre Sou

Algumas palavras.
Alguns sonhos e pesadelos.
Sou alguém que insisto em conhecer!
E já sei o que me entedia.
O que me põe de joelhos.
De onde vem a calma.
Como alimento a liberdade.
Pra quê uso saltos.
O porquê da taquicardia.
A diferença das mãos e suas canetas.
A cor que o preto me trás.
O brando e pesado hoje, que me revela ser mais uma vez, diariamente outra.

(Dani L. Torres)